site

Leandro Floriano é o novo coordenador técnico das categorias de base do Leão do Pici

05/abr
Leandro Floriano é o novo coordenador técnico da base do Leão (Foto: Thais Pontes / Fortaleza EC)

O Fortaleza Esporte Clube anuncia Leandro Floriano como novo coordenador técnico das categorias de base. O profissional de 37 anos estava no Athletico Paranaense na função de Coordenador de Modelo de Jogo e Metodologia de Treinamento.

Além do time paranaense, o coordenador técnico tem passagens pelo: Figueirense/SC, como treinador da equipe sub-17 entre 2015 e 2017; Esportivo/RS, auxiliar técnico do time profissional em 2014; Corinthians, treinador das categorias de base entre 2011 e 2013; e Avaí, preparador físico, auxiliar técnico e treinador das categorias de base de 2007 a 2010.

Nascido em Florianópolis/SC, Leandro Teixeira Floriano acumula experiência e explica a importância da sua função na base tricolor. "Primeiramente, eu queria dizer que para mim é um grande prazer tá trabalhando num clube da grandeza do Fortaleza e eu fico muito honrado de ter como recebido esse convite, poder vir contribuir com esse projeto da categoria de base. Se fosse para fazer um resumo, é tentar transformar em campo o jogo do campo dos nossos meninos, a nossa identidade como clube. Então, possamos conseguir ter um jogo que represente a história, a missão e os valores do clube. Então, a minha função é fazer com que consigam colocar em campo a identidade do clube a partir do jogo", esclareceu Leandro.

Ou seja, a função do coordenador técnico tricolor é dividida em três vertentes: a primeira é elaborar um modelo de jogo que represente a história; a segunda, ter uma visão metodológica de o que o clube está propondo; e, por fim, auxiliar a formação dos profissionais para ter uma metodologia adequada à pratica.

A importância da formação do atleta

"Então, o meu objetivo basicamente é criar um ambiente de aprendizagem entre os profissionais que façam com que esse conhecimento chegue na formação dos dos jogadores. Tanto na versão técnica, quanto na questão social, psicológica emocional, porque a formação de um jogador, não é estritamente técnica, temos que ter uma visão global do jogador. Ele tem necessidades que vão além do campo. E a minha função também é criar esse ambiente pra que essas áreas complementares possam nos auxiliar, possam dar todo o suporte pra com que quando ele esteja no campo, consiga desempenhar bem o futebol e consiga representar bem a nossa história e torcida", falou Leandro Floriano.

Estrutura do CT Ribamar Bezerra

Trabalhando há uma semana no Tricolor de Aço, seu primeiro clube nordestino no currículo, o novo coordenador técnico elogiou a estrutura concreta e profissional do CT Ribamar Bezerra.

"Nós que viemos de fora vemos que o Fortaleza é uma equipe que vem se organizando. A equipe profissional hoje já é uma equipe de destaque nacional e internacional, já que consegue disputar de igual contra as grandes equipes do futebol brasileiro. Viemos percebendo nos últimos anos e nos envolvimento muito grande do clube, em todas as áreas, mas não só no futebol, a questão também da própria visibilidade do clube. O que eu vi me agradou bastante. Fiquei surpreso, mas surpreso não pela qualidade ambiente, mas também dos profissionais que estão aqui. Percebi que há uma força tarefa muito grande dentro do CT. É um Centro de Treinamento muito bem organizado, muito funcional, temos a interação constante entre as áreas. Os profissionais já tem processos implementados, as categorias já estão treinando muito bem, o que podemos fazer é alinhar", complementou o novo profissional do Leão do Pici.