site

Dia do Atleta Olímpico: desportistas do Fortaleza listam momentos marcantes para celebrar data especial

23/jun
Dia do Atleta Olímpico: desportistas do Fortaleza listam momentos marcantes para celebrar data especial

É preciso de muita determinação, foco e disciplina para todo desportista querer chegar ao topo do pódio ou almejar um grande momento na carreira. Por isso, nesta terça-feira (23), é celebrado o Dia do Atleta Olímpico para homenagear todos que fazem os esportes olímpicos serem inspirações de histórias de vida e de superação. 

Para celebrar esta data, atletas do Fortaleza listaram os momentos mais marcantes que viveram no esporte. Gabrieli Moraes, do time feminino de handebol, Evandro Ayres, do basquete, e Fah Fonseca, paratleta de atletismo, contaram um pouco de suas conquistas. Além disso, vale ressaltar que o beisebol, outra modalidade do Tricolor, voltou a ser considerado um esporte olímpico depois de ficar de fora das Olímpiadas de 2012 e 2016.

Gabrieli Moraes (handebol)

Gabrieli sendo vice-campeã brasileira em 2013 (Foto: Arquivo pessoal)

“O momento mais marcante pra mim foi em 2013, quando o time de handebol do Fortaleza feminino retornou e fui convidada a jogar pelo professor Alex. Fomos jogar um Brasileiro em Belém do Pará, e conseguimos o segundo lugar. Tivemos pouco tempo pra treinar e nos preparar pra este campeonato, e mesmo assim o Alex acreditou no nosso trabalho e tivemos esse ótimo resultado! Jogamos com grandes equipes e fizemos excelentes jogos. Essa é uma viagem e um campeonato que eu nunca esqueço!”.

Fah Fonseca (atletismo)

Fah Fonseca desfilando nas Paraolimpíadas 2016 (Foto: Arquivo pessoal)

“Foi quando pude ser convocada para as Paraolimpíadas Rio 2016, e especificamente na abertura dos Jogos Paralímpicos de Verão. Depois de praticamente dois dias sem conseguir dormir, a ansiedade batendo a mil e aquele friozinho na barriga, entrando naquele campo do Maracanã e desfilando para mais de 80 mil pessoas foi algo indescritível e surreal, pois foi justamente ali naquele instante que caiu a ficha de que um sonho sempre almejado estava sendo concretizado. Algo vivido que não tem como mensurar a felicidade, a alegria e a gratificação de estar ali. Fiquei simplesmente anestesiada de tão grata a Deus naquele instante”.

Evandro Ayres (basquete)

Evandro e equipe do basquete do Fortaleza tricampeões do Norte Nordeste (Foto: Arquivo pessoal)

“Sem dúvidas tenho vários momentos vestindo a camisa do Fortaleza que deixaram boas recordações. Por exemplo, quando fomos campeões da Copa Internacional Terra do Sol, onde enfrentamos equipes universitárias dos Estados Unidos e obviamente o título estadual cearense do ano passado por significar o retorno do time de basquete às quadras. Porém, se eu tivesse que escolher um, destacaria o título de Campeão Norte Nordeste em Caruaru, o tricampeonato norte nordeste do Leão”, conta Evandro que completa dizendo que o Tricolor estava perdendo por um ponto na final da competição contra a Universidade Católica de Pernambuco, até virar no último segundo com arremesso de Betinho, atualmente técnico do time de basquete do Fortaleza.